quinta-feira, 21 de agosto de 2014

AS PALAVRAS DE UM POETA

AS PALAVRAS DE UM POETA

 As palavras de um poema
levam junto os sentires do poeta...
Não importa qual seja o seu tema
É como se fosse uma carta aberta...

Até nas entrelinhas o poeta conta
Suas mágoas, sua vida, seus amores...
Se recebeu sorrisos ou afronta,
Coisas sem valor ou com valores...

O poeta fica desnudo quando escreve
A verdade nua e crua ou só de leve,
Sem medo de se expor à multidão!

O poeta é doce, real e corajoso,
É a um tempo humilde e vaidoso!
Ele é o que é com todo o coração!

Rachel dos Santos Dias
09/05/13


quarta-feira, 2 de julho de 2014

Ref.: Rapto de Meninas e Mulheres na República Federal da Nigéria

Exmo. Sr. Embaixador
Luiz Alberto Figueiredo Machado,

M.D. Ministro de Estado das Relações Exteriores
República Federativa do Brasil

Ref.: Rapto de Meninas e Mulheres na República Federal da Nigéria


Senhor Ministro Luiz Alberto Figueiredo Machado, nossas saudações.


Nós, da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, vimos, respeitosamente, expressar a nossa indignação pela falta de manifestação do Governo Brasileiro, ou pelo menos publicamente, sobre o sequestro de Meninas e Mulheres na República Federal da Nigéria, no último dia 14 de abril, efetuado por um grupo criminoso armado, sob o pretexto de que essas Meninas e Mulheres teriam se convertido ao Cristianismo.

No início haviam sido sequestradas aproximadamente 300 Meninas de um acampamento de jovens naquele país. Confiantes de que o Mundo Civilizado se calaria mais uma vez para este tipo de atrocidade, o grupo de criminosos agiu novamente e, no último dia 24 de junho teve a petulância de sequestrar mais 60 Mulheres, crianças na sua maioria.

A França, o Reino Unido, os Estados Unidos e a China já se prontificaram a auxiliar na busca, disponibilizando seus serviços de inteligência e, inclusive, enviando profissionais capacitados em negociação.

E o Brasil, Senhor Ministro, o que tem feito neste sentido?

Caro Senhor Ministro Luiz Alberto Figueiredo Machado, quando uma Criança é atacada em qualquer parte do Mundo, todo o Mundo é atacado! Quando uma Mulher é atacada em qualquer lugar do Planeta, todo o Planeta é atacado! Quando as Crianças e as Mulheres de qualquer parte de nosso Planeta são seviciadas, agredidas, desrespeitadas e mortas, não raras vezes em situações terríveis, indescritíveis, todos os habitantes do Planeta são atacados e desrespeitados.

Não há, Senhor Ministro, como nos calarmos e pretendermos que este fato nada tem a ver com o Povo Brasileiro. A nossa omissão será nossa condenação no futuro. Se nos calamos para esta terrível agressão ao Ser Humano, e mais terrível se torna em se tratando de Mulheres e Meninas, estaremos concordando com esta agressão, com este comportamento absolutamente inadmissível em pleno Século XXI.

O Brasil é um país continental e parte integrante do Mundo Desenvolvido. Este país tem todas as condições, e deve usá-las, de expressar o repúdio ao Governo omisso da Nigéria e posicionar-se nos sentido de que o respeito às Mulheres e Meninas daquele país seja visto como um direito inalienável e, assim sendo, as Mulheres e Meninas sejam, imediatamente, devolvidas às suas famílias, e devidamente protegidas.

Os interesses brasileiros na África não devem, e não podem, se sobrepor aos direitos humanos, muito pelo contrário, se auxiliarmos na preservação dos direitos humanos naquele país, teremos, com certeza, um retorno mais eficiente nas Relações Culturais e Comerciais com aquela Nação.

Todas as notícias publicadas, por ocasião do sequestro, mostram que este acontecimento poderia ter sido evitado, já que o Governo Nigeriano tinha conhecimento com, pelo menos, 4 horas de antecedência, de que ocorreria o sequestro.

Senhor Ministro Luiz Alberto Figueiredo Machado, a Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro prestará total e irrestrito apoio a toda ação brasileira no sentido de ajudar essas Mulheres e Meninas.

Um país que não defende e protege suas Mulheres, Meninas e Crianças, não poderá ter o respeito merecido entre o Conjunto de Nações de nosso Planeta. E um país que não se posiciona contra a agressão às Mulheres, Meninas e Crianças de nosso Planeta, da mesma forma, não poderá desejar o respeito merecido entre o Conjunto de Nações Civilizadas.

Como uma entidade acadêmica que luta pela paz entre os Seres Humanos e entre os Povos, é nosso dever buscar, de todas as maneiras pacíficas ao nosso alcance, solução para problemas como este.

Estamos, pois, à disposição de Vossa Excelência para auxiliar no que for possível.


Respeitosamente,


Campinas, 02 de julho de 2014.

ANPPB - Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro


Poeta Aline Romariz  - Cadeira 01 - Presidente

Poeta Sidarta da Silva Martins – Cadeira 71

Poeta..................




quinta-feira, 29 de maio de 2014

2014



2014

2014
Um ano sem par
Com muitas coisas
Para partilhar.

Copa!
Rio!
Temos os olhares do mundo
Para o Brasil.

Mas não nos deixemos enganar
Com tanta festa assim
Há também as eleições
Para esquentar os corações.

E assim será 2014
Um ano diferente
Que deixará marcas
Em toda gente!


Francilangela Clarindo

segunda-feira, 5 de maio de 2014

SONHAR Por Kátia Storch Moutinho

Escrever - Francilangela Clarindo

ESCREVER

Escrever é algo mágico

Faz acender uma paixão

Lá no fundo do coração

A cada palavra feita

Que versos formam

Que estrofes compõem.

Escrever é algo mágico

Algo que me faz ser mais gente

Que faz bem

Também ao outro

Que não sou eu

Nem você

Mas, nós.


Francilangela Clarindo

AMANHECER


Cada amanhecer
 uma esperança
Cada esperança a ilusão,
A ilusão é seguir-te sempre
Seguir a existência,
Da essência do amor,
Ah! Saudade que dilacera,
As rua donde te procuro,
Não encontro..
Nem na montanhas
Por onde quer que vá,
Teu perfume me segue
Atravesso mares..
Fico a deriva,
Se choro, chamo teu nome,
Navego nas emoções
Da minha imaginação
Te procuro até que
Te ache...
MENDUIÑA

20 ANOS SEM MÁRIO QUINTANA





          VELHO POETA 

Seus fios brancos emocionam 

Sua face sorri cansada 
Seu olhar diz tudo e nada... 
Para quem não o sabe contemplar. 

Suas mãos ligeiras e cultas 
Pincelam letras no quadro da vida. 
Sorris ao cruzeiro que é do Sul 
E brilhas entre estrelas coloridas! 

IVANY FULINI SVERSUTI


Nos sulcos de tuas rugas
repousam sabedoria, tamanha/
seu olhar se perde em contemplamento
Sereno, Quintana.

VERA MARGUTTI



E, hoje, brilha distante
Escrevendo versos, nas estrelas
Mas não levou as palavras
elas repousam da longa jornada.

O tempo, não mais te cobra
A correria do dia a dia,
E a vida te deixou guardado
Nas rimas e nas poesias
seu maior legado.

LIN QUINTINO


Você vê rugas?
Então você só tem olhos de ver e não de enxergar...
Olhos de enxergar são aqueles que sabem que cada ruga
é uma frase escrita a respeito da vida que ele teve...
É como se fosse um livro que se pode folhear…

RACHEL DOS SANTOS DIAS


A face serena
 de quem muito sonhou
vida vivida/ na alegria e na tristeza da poesia
que tão bem cultivou.

LU NARBOT


Cultivou com destreza
como quem vê só beleza
 no canto da sala um poema
e na cama versos de seda.

KÁTIA STORCH MOUTINHO


Não me sinto velho,
Apenas um pouco cansado...

Meu fardo aumenta a cada dia.
Sinto-o, mas não consigo vê-lo…

JOSÉ LUIZ PIRES


Que sua alma esteja tão serena quanto sua face, enquanto desliza silenciosamente…

ELIZABETH OLIVEIRA


Descansa o poeta pássaro
 nos olhos, a química fórmula vital
sarcasmos e ironias
que tão bem dizias e poucos se davam conta
 E nos teus "cantares", passarinho, posso ouvir-te a dedilhar poemas 
 bem "baixinho"
nos telhados onde fez teu ninho
nos relógios das horas que não se contam.

ALINE ROMARIZ


Ah ninho de tamanho aconhego, 
que acolhe este homem-pássaro como em um jazigo, 
perpetuando suas melodias silenciosas, 
timbradas para sempre nos versos e nas prosas.

KÁTIA STORCH MOUTINHO


Teus olhos cansados de ver poesia,nos cantos de onde vivia 
teus passos marcados nas ruas,onde teu voar hoje é nostalgia.

ADRIANE LIMA